Mulheres e crime
   Flávio  Saraiva  │     8 de março de 2017   │     15:26  │  0

dona-maria-identificada-pela-policia-baiana-com-a-carta-da-rainha-de-copas-na-lista-de-procurados-no-estado-1488803944736_615x300No mês marcado pelas merecidas homenagens às mulheres, período de reflexões sobre conquistas nas relações familiares, na proteção da integridade física, no mercado de trabalho e tantas outras, trago a preocupação com a crescente participação feminina no crime.

Não faz muito tempo, pouco se noticiava sobre mulheres no crime e, em razão disso, os presídios femininos abrigavam pequeno número de estelionatárias, ladras de pequenos furtos, homicidas e usuárias de drogas. Com o avanço do tráfico de drogas o cenário mudou com a predominância de traficantes.

A mudança tem origem na prisão de seus companheiros, forçando a consorte a levar drogas para os presídios, ser mensageira de ordens para cometimento de crimes – “os salves”, administrar a “boca de fumo” e até mesmo negociar as dívidas do negócio criminoso, empreitada que maximiza os riscos de prisão e de vida. Assim, também cresceram os registros de mulheres assassinadas.

A determinação feminina tem sido muito aproveitada pelo narcotráfico, sendo o fato mais recente a operação que a polícia baiana promove para prender Jasiane Siva Teixeira, a “Dona Maria”, acusada de homicídios, tráfico de drogas e de ser líder da facção BDN (Bonde do Neguinho), aliada do PCC (Primeiro Comando da Capital) na Bahia. A polícia associa a importância da captura dos criminosos às cartas do baralho, e “Dona Maria” é a Dama de Copas (foto), perdendo apenas para os reis e ases.

Esse novo protagonismo no crime já foi explorado na ficção com a série La Reina del Sur, sucesso da Netflix, que conta a história de uma traficante ligada ao Cartel de Sinaloa, no México.

Espero que o protagonismo da Dama de Copas e de La Reina no crime não inspire. Para isso, é necessária a efetiva ação protetiva do Estado, livrando a mulher brasileira das armadilhas do crime.

Tags:, , , , , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *