A polícia perde Patriota
   Flávio  Saraiva  │     26 de março de 2016   │     17:16  │  0

Patriota (camisa amarela) dando instrução em Sergipe

Patriota (camisa amarela) dando instrução em Sergipe

Falecera, na tarde de sexta-feira 25/03, o agente de polícia civil Pedro Patriota, 39 anos, deixando esposa, dois filhos, família e uma legião de amigos enlutada.

De bem com a vida e impressionante capacidade de servir, dispunha a todos o sorriso fácil e cativante.

Em 2007, tive a oportunidade de conduzir o processo no qual fora selecionado para integrar o Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais – TIGRE, tropa de elite da polícia civil; o uniforme preto lhe caía muito bem, impunha comprometimento ao jovem guerreiro.

Bem formado, faixa preta em jiu jitsu, logo ingressou no quadro de instrutores do próprio grupo tático, repassando seus conhecimentos e técnicas sem nenhuma preocupação com recompensa financeira. Integrou equipe responsável para formar o grupo de operações especiais da polícia civil de Sergipe, recebendo dos seus alunos a moeda que mais lhe interessava – o reconhecimento profissional e nova relação de amizade.

Vida que segue e nos impõe a administração de perdas, difícil missão tão bem expressada na emoção do comandante do TIGRE, que perdera o valoroso policial e o amigo que participara da construção da profissão que juntos escolheram.

Tags:, ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *