QUEM MATA MAIS?
   Flávio  Saraiva  │     22 de outubro de 2015   │     13:19  │  0

images-6Alagoas perdeu o primeiro lugar no ranking de homicídios no Brasil, fato que incomodou o secretário de segurança do vizinho Estado de Sergipe, que vive diferente situação com a inversão nas estatísticas criminais. Geralmente é assim, gestor público que não alcança sucesso com o próprio trabalho tenta encontrar defeitos na virtude alheia.

O gestor sergipano diz ser impossível a redução nas ocorrências de homicídios em Alagoas, deixando claro que existe a manipulação nos dados estatísticos alagoanos, perdendo tempo para analisar as dificuldades de sua própria gestão.

É bem verdade que havia erros na consolidação dos dados estatísticos em Alagoas, permitindo que uma pessoa lesionada no Interior e morta quando atendida na unidade de emergência em Maceió pudesse gerar dois registros de ocorrência, inconsistências que foram reduzidas com a análise unificada dos registros.

Independente das estatísticas, experimentamos uma sensação de que a segurança pública tem melhorado, e não por acaso, o trabalho tem aumentado, as cobranças aos gestores intermediários são frequentes, tirando muita gente do conforto de desfrutar eternamente dos louros obtidos no passado distante.

Com um pouco de sabedoria o secretário sergipano poderia exercitar a curiosidade e conhecer o trabalho aqui desenvolvido – criação de unidade específica para a investigação de homicídios, gestão de resultados, análise e tratamento das ocorrências de tentativas, presença de equipes nos locais de crime, operações integradas e o acompanhamento sistemático do secretário da pasta. Se não quiser ter o trabalho de vir a Alagoas, seria interessante uma consulta ao secretário substituído Delegado de Polícia João Elói.

Pode ser coincidência, mas o sucesso da segurança pública guarda estreita relação com o perfil do gestor.

É possível que a diferença comece por aí.

Tags:, , , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *