TERRORISMO MADE IN BRAZIL
   Flávio  Saraiva  │     4 de outubro de 2015   │     17:04  │  0

TERRORISMO MADE IN BRAZILAs explosões de caixas eletrônicos continuam acontecendo no país e com mais frequência, consolidando o uso de explosivos por criminosos que descobriram as facilidades operacionais com a nova arma.

Diferente das armas convencionais, os explosivos são adquiridos com mais facilidades – não têm número de série, quando muito a identificação do lote no fabricante, facilmente   apagada ou mesmo destruída com a explosão. Os custos de aquisição são mais baixos, em razão da receptação de furtos internos e sobras de cargas nas pedreiras e demolições em obras.

Por enquanto as explosões são direcionadas para caixas eletrônicos, mas a expertise criminosa tende a ser empregada em outras demandas, até mesmo no enfrentamento a forças policiais. Atualmente, os bandos chegam às cidades e encurralam a polícia atirando nas viaturas e instalações; evoluir para arremessar cargas de explosivos não está muito longe, até porque se livram da possibilidade de tiroteio e garantem a paralisação da tropa policial.

Projetar o uso de explosivos em furtos a grandes lojas, joalherias etc, não é nenhum exagero apocalíptico, por ser mais simples que subtrair uma camionete e utilizá-la em marcha à ré para arrombá-las. Assim, ampliado o uso e consequente maior domínio no manejo, os explosivos podem servir a traficantes na guerra por território contra rivais. Daí pra frente ninguém mais segura, surgindo a sensação de terror provocada por criminosos comuns e organizados enfrentando o Estado, não por motivações ideológicas ou religiosas, apenas para cometer crimes – o terrorismo made in brazil.

Tags:, , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *