CHAMA A OPLIT
   Flávio  Saraiva  │     4 de abril de 2015   │     20:35  │  9

CHAMA A OPLIT

Aos poucos que ainda não conhecem, OPLIT é o acrônimo de Operação Litorânea, trabalho policial que integra polícia civil, polícia militar, guarda municipal e SMTT, com área de atuação, inicialmente, na faixa litorânea de Maceió, mas que se expande para outras regiões em razão das demandas.

Podemos assegurar que a OPLIT é a integração policial que deu certo, e não é por acaso. A unidade policial tem o privilégio de se renovar a cada troca de comando, como se houvesse uma saudável competição por sua qualidade; não faz muito tempo, neste mesmo espaço, elogiávamos o trabalho de Fábio Esperon, que fora substituído por Alfredo Presser, o Gaúcho, como é conhecido.

Pois bem, o bicho pegou; o novo comandante resolveu acabar com a farra das cinquentinhas, motonetas de 50 cilindradas, que infernizam a vida de todos com o escapamento alterado para fazer mais barulho, assaltos, homicídios e a pronta entrega de drogas.

Os motoqueiros de cinquentinha quase sempre andam em duplas, jovens com bonés e óculos escuros, bermuda, colar no pescoço e muita disposição para transgredir. Perdoem-me os trabalhadores que usam a motoneta como meio de transporte para o trabalho, possivelmente contrários ao rigor na fiscalização policial, mas que serão beneficiados com a redução de risco de roubo dos seus veículos.

A intolerância a cinquentinhas conduzidas irregularmente tem dado certo, são três semanas sem ocorrências de roubos e homicídios com o uso delas; as estatísticas apontavam três a cinco roubos de transeuntes por dia.

A tolerância zero da OPLIT estendeu-se aos ruidosos paredões de som que geravam numerosas reclamações de pessoas que viam a cena desrespeitosa se repetir. Agora mudou, os paredões são apreendidos e só liberados com o cumprimento de exigências legais dificilmente atendidas. Resultado, ocorrência zero.

A OPLIT tem outra missão, pôr ordem no espaço fechado da orla da Ponta Verde, já sem as cinquentinhas e paredões de som, combatendo o tráfico de drogas e roubos, como também a venda ilegal de álcool para menores de idade. São muitos os registros de pedidos de atendimento a jovens em coma alcoólico na área.

Contribua denunciando crimes e perturbações ao sossego, chama a OPLIT: 3315-2664, 8882-9801 e 8882-9802.

Tags:, ,

>Link  

COMENTÁRIOS
9

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Rodrigo Melo

    A interação e troca de informações entre as polícias, como é feito em países de primeiro mundo, é imprescindível para o sucesso de quaisquer missões. É isso aí, pessoal! Parabéns!

    Reply
  2. João paulo

    Realmente a oplit está de parabéns, com varios policiais do serviço de inteligencia da oplit os criminosos estão sem vez, a cada momento estão sendo surpreendidos pelos policiais fardado da própria oplit, belo trabalho, aplausos, governador é disso que o estado tava precisando.

    Reply
  3. Cap. Felipe

    Muito bom a matéria Dr. Flávio!
    hoje, à cinquentinha tem que ser regulamentada e registrada nos órgãos competentes, seus condutores têm à obrigação de usar os equipamentos obrigatórios, coisa que raramente é visto, ter a ACC( autorização para conduzir ciclomotores) que é praticamente o mesmo valor de uma carteira de habilitação, ou a própria CNH categoria “A”. Entretanto amigo Flávio, o que é visto hoje como vc mesmo frisou na matéria, é um veículo muitas vezes destinado ao transporte de entorpecentes, perdendo assim o seu objetivo principal que é o transporte de pessoas de bem para o trabalho diário.
    No tocante à polícia litorânea só temos a agradecer e aplaudir à grande iniciativa feita pela Smtt e oplit, recolhendo e fiscalizando aqueles que ainda insistem em transitar em desacordo com posições estabelecidas pelo CTB.
    Parabéns à oplit, parabéns à PC e parabéns a todos que fazem à segurança pública desse estado pelo empenho, comprometimento e dedicação nas operações realizadas.
    Um grande abraço!
    Cap. Felipe

    Reply
  4. ARIEL FERNANDES DUARTE

    parabéns, dr. Flavio, pelo artigo e a Oplit tem, sem dúvidas o apoio da sociedade. parabéns ao Fábio Esperon e ao novo comando da Oplit (Alfredo presser).

    Reply
  5. REGINALDO

    VALEU A INICIATIVA DO DR. ARECIPPO QUE QUANDO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA CRIOU A OPLIT E QUE DEPOIS FORA EXTINTA QUANDO UM DELEGADO DE POLÍCIA ASSUMIU A SECRETARIA. COM O NOVO SECRETÁRIO DR. EDUARDO MENDES, O MESMO FEZ RETORNAR ESSE SISTEMA DE POLICIAMENTO PORQUE NA OCASIÃO TINHA DADO CERTO. PARABÉNS DR. ARECIPPO POR SUA INICIATIVA. FIZ PARTE DA EQUIPE COM MUITA HONRA.

    Reply
  6. Alfredo Presser

    Caro amigo, Flávio Saraiva! É uma honra termos o trabalho reconhecido por você, que foi um expoente na segurança pública em Alagoas e para mim, especialmente que tive a oportunidade de trabalhar ao seu comando. Comando entre aspas, pois sempre esteve ombro a ombro com a equipe no combate ao crime, nunca se contentou em observar. E um dos seus principais legados foi a redução a zero dos sequestros no Estado, que chegavam a índices astronômicos e hoje todo o marginal sabe que sequestro em Alagoas é um péssimo negócio! A OPLIT, deve seu sucesso a uma simples receita, abnegação de seus integrantes, respeito no cumprimento das leis e aos cidadãos, honestidade e o melhor, o trabalho integrado, onde todos são iguais indiferente das instituições que fazem parte, patentes, etc., onde os laços são constituídos por lealdade, ética, espírito de corpo, companheirismo e muita dedicação. Só tenho a agradecer a cada integrante da OPLIT, pelo sacrifício pessoal pelo bem da sociedade e claro ao Delegado Paulo Cerqueira pela confiança em meu trabalho. Tenham certeza que estamos dando o nosso melhor para tornar nossa cidade mais segura a todos. Um grande abraço, ao amigo e parabéns pelo que fez pela segurança e ainda faz com suas matérias, alertando e orientando a sociedade com seu ponto de vista técnico e apurado.

    Reply
  7. predadorpt

    É uma pena caro delegado que agora depois que o senhor se aposentou está reconhecendo o trabalho da Oplit,muitos delegados combateram afirmando que a vestimenta da oplit era exclusividade de delegados,pura soberba.E o incrível de tudo isto quem implantou este sistema não foi ninguém da casa,foi um procurador de justiça e um promotor ( Antonio Arecipo e Ciro Blater ),concordo que este é o melhor sistema de interação de instituições de segurança.

    Reply
  8. predadorpt

    Ainda bem que este bom exemplo de composição de agentes de segurança pública está sendo reconhecido,espero que no futuro a esta nomenclatura abranja toda a capital e não só no litoral e seja chamada ARECIRO uma homenagem justa de um sistema de integração das instituições de segurança (PC,PM,GM),que nenhum órgão de segurança no Brasil conseguiu realizar e nos estamos sendo pioneiros,fico maravilhado quando vejo algo de bom dá certo neste Estado, criado por pessoas que querem o bem estar da sociedade alagoana e enaltecer a dignidade dos agentes de de segurança pública,parabéns.

    Reply
  9. Fabio Esperon

    Agradeço a gentil deferência estimado Del. Flávio saraiva e divido todo mérito com os demais integrantes,sem eles,nada seria possível. Obrigado.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *