FUMAÇA NA SEGURANÇA BANCÁRIA
   Flávio  Saraiva  │     11 de fevereiro de 2015   │     22:24  │  1

FUMAÇA NA SEG BANCARIAUma onda de explosões a caixas eletrônicos toma conta do país. De início, ataques a pequenas cidades guarnecidas por fração policial incapaz de oferecer resistência; agora os bandidos  atacam nas áreas das grandes metrópoles, sem nenhum indicativo de temor das forcas especiais de segurança pública.

Na semana passada, pude acompanhar no noticiário local a sequência de ataques a caixas eletrônicos instalados nas lojas de conveniência de postos de combustíveis e supermercados de São Paulo, rodeados de prédios residenciais. A proximidade da ocorrência possibilitou a filmagem pelos curiosos e assustados moradores, que documentaram a ousadia criminosa.

Os bandidos parecem ter encontrado grande oportunidade de arrecadação de dinheiro em espécie, sem necessidade de ataques a agências bancárias lotadas de gente, interceptações de carros fortes nas rodovias, demoradas negociações nos sequestros e outras modalidades criminosas mais arriscadas que exijam logística arrojada.

A polícia e a entidade patronal dos bancos tentam conter a onda de ataques, recorreram ao uso de tinta vermelha que marcava as notas no momento das explosões. Mas, como é da natureza o gato correr atrás do rato, logo os criminosos descobriram substância que eliminava a tinta das notas de dinheiro, tornando obsoleto o recurso de segurança que pretendia desestimular os ataques.

Agora pretendem multiplicar a utilização de lançador de fumaça na ambientação violada com a explosão, que dificulta a visibilidade e consequente fuga dos assaltantes. O dispositivo já registra sucesso com a prisão de três suspeitos de atacar uma agência bancária na zona norte de São Paulo.

A fumaça de segurança não é nenhuma novidade, já falamos dela aqui no blog; trata-se de uma máquina produtora de neblina branca, decorrente de vapor seco e inofensivo sem efeitos colaterais negativos, usada desde 2009 na Europa com o mesmo fim. O leitor pode observar o funcionamento do sistema no sitio http://www.acesecuritysystems.co.uk/smoke-cloak/.

Assim como aconteceu com a tinta vermelha, brevemente os criminosos irão encontrar solução para enfrentar o jato de fumaça; por enquanto, atravessam ônibus nas vias de acesso ao caixa eletrônico, cercam a área com grande número de homens armados de fuzis e esperam a fumaça baixar; se a polícia aparecer é recebida à bala.

Enquanto a inteligência policial não conseguir inverter essa ordem, mais dispositivos de segurança serão tentados. Por ora, empresários estão retirando os caixas eletrônicos de suas instalações e se livrando dos riscos, principalmente, os proprietários de postos de combustíveis, que assim evitam tragédia anunciada.

Tags:, ,

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Adriel Batista Correia de Melo

    Maceió,13 de fev.de 2015

    Dr.Flávio Saraiva

    Alagoas jamais resolverá os seus problemas,porque os seus políticos e administradores são pessoas medíocres.
    Infelizmente eu nasci em um estado de elite bandida.São
    esses barões do açúcar que impede de Alagoas se desenvol
    ver.São no minimo,canalhas.

    ADRIEL BATISTA CORREIA DE MELO

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *