TERRORISMO E EXPLOSIVO
   Flávio  Saraiva  │     9 de julho de 2014   │     9:34  │  1

dinamiteEm 29/06/14, integrantes do grupo de operações especiais da polícia militar de São Paulo encontraram duas bananas de dinamite na obra de construção do viaduto da linha prata do metrô, na Avenida Sapopemba, Zona Leste da Capital. Segundo o delegado de polícia civil Marco Antônio Desgualdo, o material apreendido tratava-se de “simulacro de artefato explosivo”, sem capacidade de detonação, vez que não dispunha de dispositivo acionador.

Não é demais inferir que os criminosos que colocaram a carga explosiva em pilar de viaduto por onde passaria transporte coletivo, objetivaram emitir mensagem subliminar de poder, técnica muito empregada por grupos terroristas. Até porque, terrorismo pode ser definido como “uso de violência, física ou psicológica, através de ataques localizados a elementos ou instalações de um governo ou da população governada, de modo a incutir medo, terror, e assim obter efeitos psicológicos que ultrapassem largamente o círculo das vítimas”.

 O uso de explosivos na prática de assaltos e arrombamentos a bancos é prática comum que se espalha pelo país sem causar perplexidade, fazendo parte do noticiário policial cotidiano. Antes, os criminosos invadiam residências de gerentes de bancos, faziam toda família refém, pendurava colar no pescoço deles ou vestia colete contendo artefatos explosivos, ameaçando detonar a qualquer tempo, caso tivessem alguma contrariedade na execução do plano criminoso. Os reféns abriam os cofres, os assaltantes levavam o dinheiro todo, mas deixavam os gerentes pelo meio do caminho de fuga ou na própria agência com a vida ameaçada por explosão iniciada à distância. A imagem de policiais especialistas tentando desativar o artefato explosivo envolto no corpo do gerente era o destaque na mídia.

O emprego de explosivos em ações criminosas amplia-se, sendo frequentemente relatado em dezenas de ocorrências atendidas por unidades especiais nas grandes capitais sem o conhecimento dos meios de comunicação; a “mensagem” na linha de metrô é um bom exemplo disso, divulgada com atraso, por possível vazamento não desejado.

A expansão chegou aos muros da unidade de internação de jovens de Maceió, lá foram encontradas três bananas de dinamite e acionadores, possivelmente para emprego em fugas e outras ações explosivas assemelhadas às praticadas pelos ídolos adultos.

Colar e colete com artefatos explosivos vestindo reféns tem inspiração nos métodos empregados pelas FARC – Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, movimento revolucionário considerado terrorista por alguns, guerrilheiro por outros. A referência criativa faz lembrar que o traficante brasileiro Fernandinho Beira Mar estivera muito tempo ligado às FARC, dirigente de facção criminosa no Rio de Janeiro, que se associou à organização que comanda os presídios em São Paulo – franquia do crime espalhada pelo país, em processo contínuo de  seleção para jovens empreendedores.

Resta rogar para que a “mensagem” no viaduto não seja o indicativo da opção de organização criminosa pelo terrorismo.

Tags:, , , ,

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Roberto Theodosio Brandão

    Ainda somos crianças no estágio terrorista e como tal vamos sofrer muito ainda. O Brasil possui uma rede muito bem formada de associações criminosas comandadas por elementos de pulso forte e que os componentes filiados (os presos) das penitenciárias brasileira devem obediência filial e total. Quem errar terá o julgamento, punição exemplar e execução em minutos. Estes comandos criminosos possuem o poder de comprar todo mundo além do poder da vida e da morte. O uso de explosivos em larga escala será uma questão de tempo. Motivos: Econômicos, políticos e mais alguma coisa escondida. O futuro do Brasil parece que não será muito bom. Todos perdem.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *