PRISÃO DOMICILIAR
   Flávio  Saraiva  │     16 de março de 2014   │     10:13  │  8

PRISÃO DOMICILIARQuando visitamos cidades de países desenvolvidos, principalmente as áreas residenciais distantes dos centros turísticos, logo percebemos o contraste na arquitetura das construções que parecem não demonstrar muita preocupação com a segurança para os crimes contra o patrimônio, muito diferente dos aglomerados urbanos do Brasil, ressalvadas algumas exceções.

Andando pelas ruas de Maceió notamos as construções com dispositivos de segurança assemelhados aos presídios, com grades por todo lado. Nas casas, os gradeados são vistos nas cercas perimetrais, acrescidas de concertinas metálicas cortantes (cercas navalhadas) e elétricas; em seguida, os contadores de água e energia trancados com cadeados, até chegarmos às janelas e portas também gradeadas, estas últimas quase sempre com mais de uma fechadura e línguas externas também com cadeados. No interior das residências, alguns mais cuidadosos e considerados neuróticos, instalam o quarto do pânico, ambientação com proteção contra arrombamento, equipamentos de combate a incêndio, mantimentos, baterias para equipamentos elétricos e aparelhos de comunicação que possam acionar a polícia e manter contato com familiares e amigos. Outros ainda mais prevenidos constroem porões, com acessos embutidos em guarda-roupa e armários.

Antes considerados ilhas de segurança, os prédios de apartamentos tentam com soluções físicas e eletrônicas merecer o antigo conceito, implantando guaritas para porteiros elevadas e algumas blindadas, contratação de vigilantes, cercas perimetrais com ofendículos metálicos cortantes, clausuras nos acessos de pessoas e garagens, inundação de câmeras de segurança, sensores de movimento, elevadores com senha de acesso e mais uma série de protocolos de segurança no recebimento de correspondências, vendedores, fornecedores e visitantes. Mas nada disso parece conter a ousadia bandida que, cada vez mais criativa, consegue romper a segurança clonando veículo de morador, aliciando colaboradores internos, rendendo porteiro e vigilante sob a ameaça de armas de fogo.

Como bandido não tem limites, acredito que o próximo passo será o uso de artefatos explosivos, copiando o sucesso obtido nos arrombamentos a bancos, rompendo obstáculos e forçando a saída dos presos domésticos, se ainda estiverem vivos.

É duro acreditar que grande parcela dos criminosos considerados organizados e que determina o encarceramento doméstico é comandada por presos do sistema penitenciário.

Tags:, , , ,

>Link  

COMENTÁRIOS
8

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Roberto Theodosio Brandão

    Nós vivemos uma prisão domiciliar com algumas diferenças. Tenho amigos que mesmo no apartamento colocaram dificuldades aos bandidos que conseguirem ultrapassar os portões da segurança. Estes terão surpresas desagradáveis e dolorosas. Antes de deixar o sítio onde morava pensei em fazer um bunker com todos os requisitos de segurança armazenados por lá. Rádio transmissor, lanternas, mascara contra gazes, telefone fixo, celular e sistema de energia alternativa (solar).
    Um pequeno compartimento com víveres, comida, água para uma semana de confinamento. Tudo isto me passou pela cabeça numa época mais calma. Terminei saindo do sítio vindo residir em Maceió. Estamos partindo para um regime de ANARQUIA generalizada e não temos ideia de como vai acabar o nosso Brasil. Tudo está apenas no início e nossas forças policiais e armadas não vão aguentar quando o povo sofrido explodir de vez. A violência está sem controle e salvem-se quem puder

    Reply
    1. Luiz Alfredo

      Nobre Theodosio Brandão,
      Nada é por acaso,creio que essa desvalorização da PM,das Forças Desarmadas, a falta de autonomia dos tres poderes e a instrumentação do STF/PT ,seja parte de alguma coisa retirada da teoria do caos.Na hora certa vai aparecer um SALVADOR DA PÁTRIA,com uma constituição vermelha e aí esse povo que pensa que Deus vai resolver tudo vai gemer e chorar lágrimas de sangue.
      A ditadura militar segundo números esquerdistas matou cerca de 400 subversivos num período de 21 anos.Do dia primeiro deste ano até este momento o contador de homicídios só em alagoas da uma contagem de 461.Falam de tortura e exploração do trabalho da classe trabalhadora,hoje trabalhamos em média cinco meses de cada ano só para pagar impostos e ainda nos denominam CONTRIBUINTES,sem falar que contrapartida é zero,pois não contamos mais com segurança pública,saúde e educação pública.
      Depois do referendo do desarmamento após inúmeros avisos que em países que rumaram este caminho a violência dobrara,não teve outra aprovaram e estamos vivendo essa banalização de triplo homicídio e invasões a residencias por vagabundos usando uniformas de polícia,ceal e outros.
      Concordo plenamente com Vossa pessoa,confundiram DEMOCRACIA com ANARQUIA.

      Reply
      1. Roberto Theodosio Brandão

        Caro Luiz Alfredo:
        Quando você citou a teoria do caos e o salvador da Pátria logo me vem a memória a Alemanha vivendo um caos absoluto e uma anarquia sem controle. O povo alemão necessitava de um salvador da Pátria eis que surge HITLER com poderes da vida e da morte apoiado pela população e pelos militares.
        Hitler restaurou a ordem no território alemão e fuzilou todos os bandidos e marginais pegos pela Polícia. Milhares foram mortos com as bênçãos do povo alemão, depois a II Guerra Mundial e uma imensa tragédia do Holocausto e consequentemente a derrota na Guerra e se foi tudo virando cinzas. O panorama brasileiro é uma cópia do alemão e chegaremos ao caos absoluto dentro de pouco tempo. SOMENTE OS MORTOS VERÃO O FIM DA GUERRA – PLATÃO.

        Reply
    1. Roberto Theodosio Brandão

      Sr.Samuel: Infelismente nós brasileiros permitimos tudo isto colocando no poder representantes que antes no discurso pareciam corajosos, decididos e portadores de boa índole. Ao se elegerem revelaram a outra face. Para completar o quadro de incompetência aprovamos uma Constituição (moderna) porém cheia de privilégios aos contraventores da lei. Com esta Constituição atual o homem de bem não tem valor nenhum porém o menor de idade, o traficante, o estuprador, assaltante e assassinos são beneficiados. A tendência é piorar mais ainda com a implantação oficial do regime anárquico já em andamento. Tudo isto faz parte de uma grande conspiração política e vai sem dúvida sobrar para o cidadão cumpridor dos seu deveres. Nenhum político vai colocar ou fazer Leis que mais tarde complique a sua vida pois o futuro é um desconhecido.

      Reply
  2. Andreza Márcia

    Atualmente a Segurança Pública está ficando cada vez mais privatizada, pois além de termos todos os ofendículos necessários para “tentar” barrar a invasão de ladrões, temos que pagar segurança privada, para termos uma sensação de segurança, que infelizmente é só sensação.
    Devemos cobrar de nossos governantes os direitos fundamentais que temos quais sejam: educação, segurança, saúde dentre outros que nos são negados ou mendigados como é observado a necessidade da busca desses serviços na iniciativa privada.

    Reply
  3. LUCAS TENÓRIO

    A segurança Pública não está sendo privatizada e sim se encontra ENGESSADA!!! TEMOS OS DIREITOS DOS MANOS que faz parte de uma política nacional de desmoralização das forças de segurança e sempre buscando medidas populistas implantadas pelo cronograma marxista que visa colocar uns brigando com os outros.Enquanto falavam de Feliciano o tempo passou e o mensalão virou galhofa,o caso Rose PT -SP foi esquecido,as manifestações receberam os baderneiros para assim enfraquecerem e daí por diante…O políticos que não nos representam continuam voando de jatinho da FAB o PAC (plano de aceleração de Cuba) em pleno vapor e nos resta a esperança de apertar a digital na urna eletrônica que ganha quem está no esquema….Enquanto isso feliz daquele que pode permanecer preso em casa.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *