ROUBOS E FURTOS DE VEÍCULOS – DICAS DE SEGURANÇA
   Flávio  Saraiva  │     17 de fevereiro de 2014   │     20:10  │  5

No mês de janeiro deste ano de 2014 foram registradas 150 ocorrências de furtos e roubos de veículos na Grande Maceió, região que engloba a Capital, Barra de Santo Antônio, Barra de São Miguel, Marechal Deodoro, Coqueiro Seco, Satuba, Rio Largo e Pilar, o que corresponde a 05 ocorrências por dia. Os bairros com maior número de ocorrências são Tabuleiro dos Martins, Farol, Jatiúca, Cidade Universitária, Santa Lúcia, Ponta Verde e Barro Duro, conforme dados da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos.

O veículo, depois da casa própria, é dos bens mais caros que adquirimos, fato que demanda para muitos a contratação de seguro para ocorrências de sinistros, aí incluídos furtos e roubos de veículos.

Objetivando contribuir para que o leitor não seja a próxima vítima desse tipo de ocorrência e em atendimento aos telespectadores do programa A Vez do Povo da TV Mar, no qual apresento às segundas-feiras o quadro Segurança em Foco, ofereço algumas dicas de segurança.

  • Seja criterioso na escolha do local de estacionamento, preferindo, se possível, estabelecimento comercial para este fim. Não encontrando, dê preferência aos locais de grande circulação de pessoas, iluminado, perto de pontos comerciais no horário de funcionamento, próximo de prédios com vigilantes e monitorados por câmeras de segurança.
  • Não deixar nenhum objeto dentro do carro que possa ser visto pelo ladrão, principalmente sacolas, bolsas, suportes para telefones, iPods, IPads, GPS e outros.
  • Não deixar dentro do  veículo os documentos de porte obrigatório para circulação, pois facilitará a passagem dos ladrões por barreiras policiais. No caso do DUT (documento único de transferência), facilita a negociação do bem roubado/furtado. O mesmo cuidado vale para documentos pessoais que indiquem endereço, movimentação financeira etc.
  •  Não usar adesivos no para-brisa do veículo indicando o local de trabalho, condomínio de residência e profissão. Medida extensiva aos adesivos que expõem a constituição familiar, representada por desenhos de avós, pai, mãe, filhos e ainda animais de estimação.
  •  Sem pretender que o leitor desenvolva TOC – transtorno obsessivo compulsivo, o usuário deverá constatar o fechamento e travamento de seu veículo ao deixa-lo estacionado. Depois, verifique o funcionamento do alarme.
  • Analise a possibilidade de instalação e uso de rastreadores e bloqueadores que permitam a localização e bloqueio de funcionamento do veículo.
  • Escolha serviços confiáveis de lavagem de veículos, individualizando a responsabilidade do gestor sobre a guarda das chaves do veículo.
  •   Em alguns centros urbanos bandidos atiram ovos no para-brisa do veículo induzindo o condutor a acionar o limpador, provocando a obstrução da visão da pista e consequente parada, momento da abordagem criminosa. Nesse caso, não acione o limpador e continue trafegando até encontrar local seguro para limpeza da área atingida.
  • Não permaneça muito tempo dentro do carro parado, principalmente à noite e em locais de pouca circulação de pessoas.
  • No trânsito, mantenha distância do carro à frente que lhe permita manobra evasiva. Esse espaço é dimensionado pelo motorista quando ele visualiza o pneu traseiro daquele veículo.
  • Ao se aproximar de semáforos em áreas isoladas, controle a velocidade de forma que evite a parada, se inevitável, proceda com o veículo em primeira marcha permitindo a rápida saída em caso de possível ameaça.
  • A quase totalidade das ocorrências ocorre quando o motorista está entrando ou saindo do veículo, momento que exige a plenitude da atenção do condutor. Portanto, se aproxime do veículo com a chave na mão, evitando demora na busca em enormes bolsas cheias de outros objetos, mas só acione o alarme quando bem próximo.
  • A entrada e saída de garagem é momento preferencial de abordagem de criminosos, principalmente em casas, quando o motorista vai abrir o portão, oportunidade em que anunciam o assalto, saindo de lá com o veículo cheio de objetos dos residentes. A par disso, observe o entorno antes de fazer a perigosa manobra, valorize a sua intuição com relação a pessoas estranhas, se não sentir segurança não entre ou saia.
  • Baixe gratuitamente o aplicativo SINESP CIDADÃO, ferramenta disponibilizada a todos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da  Justiça.

https://www.sinesp.gov.br/sinespcidadao

SINESP I

Com ele é possível consultar placas de veículos, obtendo a informação de possíveis irregularidades – placa fria e ocorrência de roubo.

Vida segura para todos.

Tags:, , ,

>Link  

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Luiz Alfredo

    Prezado Dr Flavio,
    Muito bom artigo e confesso,gostei muito da dica do site pois moro em uma rua meio parada e já deixaram algumas vezes carros estranhos parados e sempre que telefono para o famoso 190, levam algumas horas e geralmente os atendentes não tem nenhuma ferramenta de consulta que informe a situação do veículo e o Detran por sua vez só com o numero do renavan.
    Obrigado pela dica,felicidades.

    Reply
  2. Roberto Theodosio Brandão

    Dr.Flavio suas dicas são de extrema utilidade e também servem para rever nossos conhecimentos a respeito do tema. Alguns anos atrás participei de um curso de prevenção a assaltos e fizemos testes práticos em estradas. Depois deste curso fiquei “ligado” e sempre em sobreaviso prevendo com antecedência algo ruim. Um outro dia meu filho ligou que roubaram o carro dele na porta de casa. O ladrão simplesmente chegou com uma chave, abriu o carro, tocou na ignição e foi embora. Desta vez foi fácil pegar o ladrão pois o mesmo vendera o carro ao meu filho e “esqueceu” de devolver a segunda via. Achamos o carro em poucas horas e a Policia foi acionada. São histórias com final feliz o que nem sempre acontece. Uma despesa a mais com um contrato com uma companhia de restreadores é uma outra medida acertada.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *