OPORTUNIDADE DE EMPREGO
   Flávio  Saraiva  │     19 de dezembro de 2013   │     9:13  │  7

OPORTUNIDADE DE EMPREGO - BLOGCaminhando pelo Corredor Vera Arruda, acompanhava, sem querer, os passos de um jovem com não mais que 20 anos de idade; quando nos aproximávamos de alguns veículos estacionados, ele se interessara por um que apresentava vidro da porta meio aberto e para lá se dirigira determinado. Quando observava o interior do veículo fiz a abordagem como policial, logo retrucada pelo jovem que argumentara seu gesto como uma tentativa de avisar ao proprietário descuidado daquela situação que expunha seu patrimônio. Dissera mais, o aviso poderia lhe render alguns trocados. Acabamos o diálogo, saí com a certeza de que impedi um furto e o jovem lamentando a perda de oportunidade de fazer uma diária subtraindo coisa alheia.

Esse tipo de comportamento não se restringe apenas às ruas, empresários dos mais variados ramos de atividade enfrentam verdadeiras quadrilhas atuando dentro de suas empresas, sem saber a quem apelar e o que fazer. Se recorrem aos instrumentos de controle interno, como revista e escaneamento de bolsas e veículos, monitoramento por câmeras de segurança, controle de acesso, correm o risco de pagar indenizações por constrangimento e danos morais; se recorrem à polícia os riscos são maximizados. As chamadas demissões por justa causa são cada vez mais difíceis de ser caracterizadas na justiça trabalhista, até porque ali o tutelado é o trabalhador e o vilão o empresário.

No ramo do chamado atacarejo onde alimentos, bebidas, roupas, calçados, eletrônicos estão expostos à venda,  especialistas em prevenção de perdas já identificaram que 50% delas ocorrem por furtos, sendo que também 50% deles são furtos internos, ou seja, praticados pelos próprios funcionários. Tive a oportunidade de documentar como delegado plantonista prisões de trabalhadores flagrados furtando, mas o que mais chamou minha atenção fora o 14º flagrante lavrado em desfavor de famoso ladrão de supermercados e atacados.  Especialista em furtar uísque e queijo, o ladrão nos desafiava menosprezando o trabalho policial, assegurando que em poucos dias estaria nas ruas e no primeiro dia de nova liberdade iria direto ao setor de trabalho, o estabelecimento comercial que pudesse lhe render uma diária com a subtração criminosa.

No ramo da construção civil as perdas são astronômicas, com obras executadas em ambientes de difícil controle de acesso e de materiais, é possível identificar grupos organizados em fazer furtos, desfilam nos canteiros com mochilas apresentando volumes que sugerem logística para sobrevivência em longo período. Os empresários nada podem fazer, apenas contemplam, angustiados, o investimento saindo pelo ralo.

O comportamento criminoso se estende a todos os ambientes de trabalho, com o risco de se tornar instituição. A defesa do patrimônio é direito de todos, inclusive do empresário empregador que, ao exercitá-la, não pode ser considerado o vilão na relação trabalhista.

Tags:, , ,

>Link  

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. André Carvalho

    Empresarios e comerciantes, além de ser vitima de furtos e roubos, tem que ter muito cuidado para não responder processo por ser vitima de ladrões. Complicado, valores invertidos !

    Reply
  2. Luiz Alfredo

    Prezado Dr Flavio,
    Estamos sendo testemunhas da falência do Estado,pois é vergonhoso vermos que aos olhos da juventude o crime compensa e pior ainda quem deveria dar bons exemplos assim não o faz.A secretária nacional de segurança pública Regina Miko,vem ao estado chamar a polícia de incompetente e culpar a imprensa pela violência enquanto o povo é aniquilado de forma covarde e cirúrgica com medidas desarmamentistas e uma total inversão de valores fomentada pela tal política da PAZ,pois quem não quer a paz?Inclusive vemos os bandidos políticos roubarem em muita paz…Espero que até o fim dos meus dias não seja obrigado e ver o congresso federal junto a presidência da república(petista), sancionarem alguma lei reconhecendo a profissão de assaltante e bandido com carteira assinada e direitos a aposentadoria especial.
    Por favor o ultimo a sair vista as roupas e apague as luzes .

    Reply
  3. josé carlos martins de araújo

    parabéns pelo comentário ! De fato este é mais um modo de corrupção que estar empreguinado em todas as camadas da sociedade. Roubar se tornou comum, algo que a sociedade já não se encomoda,

    Reply
  4. Paulo mendes

    Enquanto pregamos junto aos funcionários boas práticas, rever alguns processos, consoante se fazer muito mais com muito menos, somos espoliados nos direitos na justiça, e no patrimônio por alguns poucos maus colaboradores. É a pura inversão de valores que,além de surrupiados que somos por alguns desses funcionários, predomina na justiça do trabalho, quando investigamos e reagimos, a punição por danos morais e constrangimento ilegal. É aí que se estimula o exercício da atividade criminosa, com pequenos delitos eles se formam e se pós graduam,e quando se desempregam e ganham o habitat daqueles que nada produzem buscam o prazer da vida fácil de marginalidade para se tornarem doutores na arte de roubar. Infelizmente

    Reply
  5. silva

    Quem realmente esta preso. Hoje em dia não se pode ter um tênis, celular, relogio, moto ou carro, parece até que nós estamos morando em uma cidade mexicana, onde se mata, policial, empresario, dirigente de futebol, universitários, rouba-se tudo, casa lotéricas, bancos, farmácia,onibus e casas residenciais, aonde estamos seguro em maceió.
    É uma verdadeira desordem social, parece terra sem lei, esta banalizado a violência, FLAVIO, você como delegado e advogado aponte uma solução, para essa situação, sera que o grito, dos dois sindicalistas da PM, vai resolver alguma coisa, estranho a atitude desses dois, amenos de um ano para eleição, sera que eles serão candidatos, qual é a reivindicação deles, aumento de salários, uniformes, armas viaturas, oque, oque.
    Cruzar os braços, resolve essa situação, não seria a hora das policias, botar esses bandidinhos, na cadeia.

    Reply
  6. Paulo mendes

    CARO BLOGUEIRO,

    CREIO QUE NÃO HAJA VIOLENCIA PIOR QUE,PASMEM, ATÉ HOJE,21DE DEZEMBRO,,NÃO TER TIDO UM DIA DE AULA NA ESCOLA ESTADUAL ALFREDO GASPAR DE MENDONÇA, EM NOME DA REVOLUÇÃO NA EDUCAÇÃO PROMETIDA PELO GOVERNADOR E SEU EX SECRETÁRIO ADRIANO SOARES. FORA OUTRAS TRAGÉDIAS E TANTAS NO SETOR,JÁ CONHECIDAS DE TODOS ATRAVÉS DA IMPRENSA;
    O HGE É UM LIXO! QUALQUER PESSOA QUE ALÍ VAI, SAI DOENTE, SEJA PELO AGRAVAMENTO DO SEU ESTADO DE SAÚDE, SEJA PELA DEPRESSÃO ADQUIRIDA EM VER TANTA SUJEIRA E DESRESPETIO AO SER HUMANO. PESSOAS NO CHÃO ESPALHADAS PELOS CORREDORES, FALTA DE ATENDIMENTO E LOCAL TOTALMENTE INSALUBRE, ONDE SE CONTRAI DOENÇAS INFECTO CONTAGIOSAS;

    POR FIM, A VIOLENCIA QUE PREDOMINA NO NOSSO ESTADO É FRUTO DE UMA POLITICA DESASTRADA NA ÁREA,IMPLEMENTADA PELO DESGOVERNO TÉO, COM A DESVALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, SEJA NA REMUNERAÇÃO, SEJA NO NÚMERO DE PMS, SEJA NA FALTA DE ESTRUTURA FÍSICA,SEJA NA FALTA DE REPRESENTATIVIDADE, SEJA NA FALTA DE LIDERANÇA, SEJA NA FALTA DE TRANSPARÊNCIA. A ÚNICA COISA QUE ELE QUIZ DAR PARA A TROPA FOI UM PERÚ, QUE FOI DEVOLVIDO EM DOBRO PARA O SECRETÁRIO CÉSAR.TUDO COM A AQUIESCENCIA DO TÉO,
    ATRAVÉS DO SEU DEMISSIONÁRIO SECRETÁRIO DÁRIO

    Reply
  7. Pedro Menezes

    CARO BLOGUEIRO,

    CREIO QUE NÃO HAJA VIOLENCIA PIOR QUE,PASMEM, ATÉ HOJE,21DE DEZEMBRO,,NÃO TER TIDO UM DIA DE AULA NA ESCOLA ESTADUAL ALFREDO GASPAR DE MENDONÇA, EM NOME DA REVOLUÇÃO NA EDUCAÇÃO PROMETIDA PELO GOVERNADOR E SEU EX SECRETÁRIO ADRIANO SOARES. FORA OUTRAS TRAGÉDIAS E TANTAS NO SETOR,JÁ CONHECIDAS DE TODOS ATRAVÉS DA IMPRENSA;
    O HGE É UM LIXO! QUALQUER PESSOA QUE ALÍ VAI, SAI DOENTE, SEJA PELO AGRAVAMENTO DO SEU ESTADO DE SAÚDE, SEJA PELA DEPRESSÃO ADQUIRIDA EM VER TANTA SUJEIRA E DESRESPETIO AO SER HUMANO. PESSOAS NO CHÃO ESPALHADAS PELOS CORREDORES, FALTA DE ATENDIMENTO E LOCAL TOTALMENTE INSALUBRE, ONDE SE CONTRAI DOENÇAS INFECTO CONTAGIOSAS;

    POR FIM, A VIOLENCIA QUE PREDOMINA NO NOSSO ESTADO É FRUTO DE UMA POLITICA DESASTRADA NA ÁREA,IMPLEMENTADA PELO DESGOVERNO TÉO, COM A DESVALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, SEJA NA REMUNERAÇÃO, SEJA NO NÚMERO DE PMS, SEJA NA FALTA DE ESTRUTURA FÍSICA,SEJA NA FALTA DE REPRESENTATIVIDADE, SEJA NA FALTA DE LIDERANÇA, SEJA NA FALTA DE TRANSPARÊNCIA. A ÚNICA COISA QUE ELE QUIZ DAR PARA A TROPA FOI UM PERÚ, QUE FOI DEVOLVIDO EM DOBRO PARA O SECRETÁRIO CÉSAR.TUDO COM A AQUIESCENCIA DO TÉO,
    ATRAVÉS DO SEU DEMISSIONÁRIO SECRETÁRIO DÁRIO

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *